segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Hoje.


Quero me encontrar, mas não sei onde estou
Vem comigo procurar algum lugar mais calmo
Longe dessa confusão e dessa gente que não se respeita
Tenho quase certeza que eu não sou daqui
Acho que gosto de São Paulo Gosto de São João Gosto de São Francisco e de São Sebastião
E eu gosto de meninas e meninas
Vai ver que é assim mesmo e vai ser assim pra sempre
Vai ficando complicado e ao mesmo tempo diferente
Estou cansado de bater e ninguém abrir
Você me deixou sentindo tanto frio
Não sei mais o que dizer
Te fiz comida, velei teu sono
Fui teu amigo, te levei comigo
E me diz: pra mim o que é que ficou?
Me deixa ver como viver é bom
Não é a vida como está, e sim as coisas como são
Você não quis tentar me ajudar
Então, a culpa é de quem? A culpa é de quem?
Eu canto em português errado
Acho que o imperfeito não participa do passado
Troco as pessoasTroco os pronomes
Preciso de oxigênio, preciso ter amigos
Preciso ter dinheiro, preciso de carinho
Acho que te amava, agora acho que te odeio
São tudo pequenas coisas e tudo deve passar

Um comentário:

Pâmela disse...

Oi Leandro..=)

Tudo bem?

Ah! Queria te agradecer por ser meu amigo.. =)
Vc nao tem ideia de como me ajuda!
Ah sobre oq eu falei na escola q eu vou te ligar e tals..., são brincadeiras heim! =P

Vc é uma pessoa muito especial, as vezes tao igual a mim...(o que eu achava meio impossivel de acontecer)

Tomara que vc nao esqueça de mim, pq eu nao vou esquecer de vc...

Espero tambem que vc conte comigo sempre que precisar...pois gosto muito de vc.. e te considero muito..quero muito que vc seja feliz..=)

Bem... espero tbm.. rs.. deixa.. falei demais ja né..!

Ah... vc eh meu amigo.. minha inspiração.. vc sabe disso...=)

Ok ok... parei...=P

Beijos amigo.. se cuida..=)

Meu amigo Pequeno Principe =D